O policial militar que agrediu com golpes de cassetete o estudante universitário Mateus Ferreira da Silva, de 33 anos, durante manifestação em Goiânia da greve geral contra as reformas da Previdência Social e trabalhista da última sexta-feira, não quis se manifestar sobre o fato. Procurado pela reportagem, o capitão da PM Augusto Sampaio de Oliveira Neto, que é subcomanda...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários