O governador Ronaldo Caiado (DEM) pede para que os goianos evitem ir para o Distrito Federal, principalmente quem mora nas cidades do Entorno do DF. A fala foi feita durante entrevista coletiva que ocorre nesta manhã de quinta-feira, após a confirmação da primeira morte de um paciente com coronavírus em Goiás.

“O que eu tenho pedido a todos é que evitem o deslocamento a Brasília. Se você não for da área de segurança ou da área de saúde, para de ficar indo para lá e para cá em Brasília”, afirmou.

A vítima - uma mulher de 66 anos – é residente em Luziânia e teria feito uma viagem ao DF dias antes de apresentar os primeiros sintomas. O governador manifestou solidariedade à família da vítima. “As minhas condolências de coração”, afirmou.

Caiado diz que Brasília é uma das “mais comprometidas” pelo impacto do coronavírus por conta a grande movimentação de pessoas por lá, principalmente de fora do País e citou o fato de ter um aeroporto internacional na capital federal.

O governador explica que ao contrário de Brasília, que conta com uma estrutura hospitalar, o Entorno do DF não  tem a mesma rede de saúde para atender os casos de coronavírus. “A região do Entorno de Brasília é a mais importante neste momento que nós estamos enfrentando o coronavíus.”

Com relação a Goiás, Caiado garante que estamos até o momento com a situação sob controle. “Nós saímos na frente na quarentena.”

Restrições

O governador não deu uma data para o fim das restrições impostas aos goianos, como fechamento de escolas e comércios, como forma de evitar a proliferação do vírus, mas disse que o governo está avaliando a situação. “Em 15 dias vamos avaliar o que poderemos liberar. Mas isso aí vai demorar mais, vamos ser realistas.”