Um jantar na noite desta quinta-feira (1º) reuniu o governador Ronaldo Caiado (DEM), o secretário geral da Governadoria, Adriano Lima, o presidente do MDB de Goiás, Daniel Vilela, e executivos da Huawei, empresa que atua em tecnologia da informação e comunicação.

Registros do encontro foram postados em uma rede social do secretário, mas depois foram apagados. O perfil da Secretaria-Geral da Governadoria (SGG), no instagram, também publicou fotos da reunião e horas depois ela foi excluída.

No final do ano passado, foi lançado em Rio Verde, no Sudoeste goiano a rede de internet móvel de quinta geração (5G). O municipio goiano foi o primeiro do país a receber essa tecnologia. A ativação da tecnologia foi feita pela operadora Claro a partir de uma licença de demonstração, via Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), com validade de um ano. O projeto também tem parceria da Huawei, empresa multinacional chinesa de equipamentos para redes e telecomunicações.

As duas primeiras torres de transmissão do 5G, em caráter de prova de conceito, foram instaladas em dois pontos do município: na Fazenda Nycolle, onde ocorreu a solenidade de lançamento, e no Parque Tecnológico do Instituto Federal Goiano (IF Goiano), inaugurado, juntamente com o Centro de Excelência em Agricultura Exponencial (Ceagre).