O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), defendeu durante reunião com prefeitos na manhã desta segunda-feira (29) o isolamento intermitente de 14 em 14 dias. A medida foi apresentada em um estudo da Universidade Federal de Goiás (UFG). Com isso, o governador disse que o Estado vai voltar ao decreto de março, quando foi feito o fechamento das atividades consideradas n...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários