Caiu de 73 para 72 o número de casos confirmados de coronavírus em Goiás até o início da tarde desta quinta-feira (2). A queda foi motivada por um caso registrado pela Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) em Caldas Novas, mas que a Prefeitura tem rebatido a notificação. A SES-GO promete emitir uma atualização do boletim epidemiológico ainda nesta tarde.

O prefeito Evandro Magal e a equipe do Núcleo de Vigilância Epidemiológica de Caldas Novas emitiram uma nota informando que, após uma investigação, foi constatado que o homem de 45 anos, que teria sido confirmado na cidade, mora em São Paulo e não vai há meses ao município, onde os pais moram.  “Foi citado erroneamente em um boletim epidemiológico divulgado pelo Estado de Goiás como sendo o primeiro caso confirmado na cidade”, relataram na nota. “Autoridades do Governo de Goiás auxiliaram a Prefeitura no esclarecimento do fato e devem emitir ainda nesta quinta-feira (2) uma errata sobre o assunto. Solicitamos também a todos aqueles que, por algum motivo disseminaram a informação de forma equivocada, façam as devidas correções”, reforça o documento.

Caldas Novas aguarda os exames de três casos suspeitos enviados ao Laboratório de Saúde Pública de Goiás (Lacen-GO).

Os dados de ontem da SES-GO mostraram notificações confirmadas nos municípios de Águas Lindas de Goiás (1), Anápolis (4), Aparecida de Goiânia (2), Campestre (1), Catalão (1), Cidade Ocidental (1), Goianésia (1), Goiânia (42), Itumbiara (2), Jataí (2), Luziânia (1)*, Paranaiguara (1), Rio Verde (7), Silvânia (1), Trindade (1) e Valparaíso de Goiás (4). Um óbito foi confirmado no Estado em função da doença e 2.333 casos suspeitos estão em investigação.

A pasta sempre afirma em seus boletins que "os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação".

Em nota enviada nesta tarde, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás informou que o caso confirmado de doença pelo coronavírus 19 (Covid-19), inicialmente divulgado como de Caldas Novas pelo sistema do Ministério da Saúde, foi reavaliado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) estadual.

"Na investigação realizada em conjunto com a Vigilância Epidemiológica do município, foi identificado que trata-se de um ex-morador da cidade, que atualmente reside em São Paulo. O cadastro da pessoa constava o endereço de Caldas Novas. As informações foram atualizadas e a notificação entrará para as estatísticas paulistas."