Paulo César da Silva, de 51 anos, dono de uma relojoaria em Catalão, foi alvo de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) por apologia ao trabalho infantil. O empresário ficou conhecido após um vídeo viralizar no Dia dos Pais devido a um engraxate de 10 anos que tentou comprar um relógio para o tio materno, considerado pai, com R$ 30. No dia do fato, ele escolheu um ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários