Depois de ser internado para tratamento do novo coronavírus (Sars-Cov-2), o médico Ciro Ricardo Pires de Castro morreu neste sábado (27), em Goiânia. Ele estava internado no Instituto de Neurologia de Goiânia, no setor Bueno, quando teve piora no quadro clínico e não resistiu. 

Ciro já foi conselheiro e diretor do Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) entre 1998 e 2012 e foi homenageado em 2019 pela entidade com a comenda Honra ao Mérito Profissional Médico, um reconhecimento ao grande serviço prestado à medicina goiana.

O médico também foi diretor do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) por algumas gestões e participou, inclusive, da criação da residência médica da unidade.

O Cremego emitiu uma nota de pesar e afirmou que “se solidariza com a família, os amigos e os médicos goianos neste momento de dor.”

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nota de Pesar – Morre o médico Ciro Ricardo Pires de Castro⠀ ⠀ Com imenso pesar, o Cremego comunica o falecimento do médico Ciro Ricardo Pires de Castro (CRM/GO 1.114). Em 2019, ele foi homenageado pelo Cremego com a comenda Honra ao Mérito Profissional Médico, um reconhecimento ao grande serviço prestado à medicina goiana.⠀ ⠀ Conselheiro e diretor do Cremego entre 1998 e 2012, Ciro Ricardo Pires de Castro foi também diretor do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) por algumas gestões, participou da criação da residência médica da unidade, auxiliou na implantação e coordenou o Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergências (Siate).⠀ ⠀ O Cremego se solidariza com a família, os amigos e os médicos goianos neste momento de dor.

Uma publicação compartilhada por Cremego (@cremego) em

Em Goiás, segundo o painel Covid-19 da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO), 1.616 profissionais da saúde foram infectados pelo coronavírus, o que representa 7,4% dos 21.873 casos confirmados no Estado. Nove foram vítimas da doença.