O prefeito de Goianésia, Renato Menezes de Castro (PMDB), anunciou, nesta segunda-feira (27), que a Lagoa Princesa do Vale será interditada até o fim de maio. A medida será adotada após o local registrar grande aglomeração de pessoas neste domingo (26), o que contraria as indicações para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. A determinação será publicada em decreto municipal e, com isso, a realização de qualquer tipo de atividade, como caminhadas ou o uso de jet-ski, estará vedada.

O anúncio foi feito por Castro em um vídeo, no qual ele criticou o comportamento dos frequentadores. “A Praia do Cerrado foi construída exatamente para aquilo, ma, em momento de pandemia e de coronavírus, aquilo é condenável”, disse.

Em seu pronunciamento, o prefeito afirma que uma reunião será feita na próxima quarta-feira (29) para redefinir as medidas de enfrentamento aplicadas na cidade. A ideia, segundo ele, seria reabrir parte dos estabelecimentos, como igrejas, academias e restaurantes. Contudo, pondera, isso não será possível se a população não tiver o comportamento adequado.

“Se as pessoas não entenderem que a gente tem de manter o distanciamento social e as outras medidas sanitárias e o vírus se espalhar rapidamente, as medidas terão de ser mais duras”, afirma.