Atualizada às 21h24 O juiz Adriano Linhares Camargo não revogou a prisão do ginecologista e obstetra Nicodemos Júnior Estanislau de Morais, de 41 anos, preso na última quarta-feira (29), em Anápolis, por suspeita de abusar sexualmente de pacientes. O médico está preso preventivamente e nesta sexta-feira (1°) foi submetido a uma audiência de custódia no Fórum de Anápolis. Durante a audiência, a defesa do ginecologista pediu que a prisão fosse revogada, mas o magistrado negou o pedido. O juiz também determinou que o...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários