Ex-presidente e atual diretor do Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego), o ginecologista e obstetra Aldair Novato disse ao POPULAR que no máximo até terça-feira o Conselho irá se manifestar sobre o caso do médico, também ginecologista e obstetra, Nicodemos Júnior Morais, de 41 anos, preso em Anápolis, suspeito de praticar crimes sexuais contra pacientes.  Leia também: ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários