Um ajudante de pedreiro receberá R$ 8 mil em pedras esmeraldas após acordo na Justiça do Trabalho. O pagamento foi acertado em conciliação com uma mineradora para a qual o homem trabalhou por pouco mais de dois anos. Em ação contra a empresa, o ajudante de pedreiro pedia verbas rescisórias, saque do FGTS e anotação de todo o período trabalhado na CTPS. A conciliação foi ho...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários