Com a escalada de um discurso armamentista por parte do governo Jair Bolsonaro, o número de emissões de registros para colecionadores, atiradores desportivos e caçadores (CACs) cresceu 42% entre janeiro e maio deste ano. No primeiro mês, o Exército concedeu 3,8 mil registros para as categorias e, em maio, o número chegou a 5,4 mil, totalizando 18,5 mil registros neste p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários