O afastamento de Rodney Miranda do cargo máximo da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) revela uma pasta dividida entre vários grupos de servidores e militares que tentam alcançar postos de comando no órgão. Rodney pediu 15 dias de férias depois do vazamento de um áudio de Jorge Caiado, primo de Ronaldo Caiado (DEM), com acusações contra o titular da SSP-GO. No áudio, Jorge Caiado diz que Rodney teria grampeado seu telefone de forma irreg...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários