Em Goiás, 12 aeródromos estão impossibilitados de operar regularmente devido ao não cumprimento das exigências estabelecidas pela Força Aérea Brasileira (FAB). O problema diz respeito à não apresentação do Plano Básico de Zona de Proteção de Aeródromo (PBZPA), que, resumidamente, estabelece normas de segurança para manter livre de obstáculos a área em que ocorrem pou...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários