O assessor especial do governo, Jônathas Silva, enviou um expediente para o governador Marconi Perillo (PSDB) no dia 20 de setembro sugerindo abortar a criação da Secretaria de Administração Penitenciária e Justiça (Seap). Ele liderava o processo de estudo e formação da nova pasta e era cotado como futuro titular da mesma. O projeto de criação da Seap foi retirado da...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários