Em 68% dos municípios goianos existe preocupação com a possível falta de cilindros de oxigênio para atender a demanda de pacientes com complicações causadas pela Covid-19. Levantamento do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), que ouviu 120 prefeituras goianas, mostra que o problema é a falta do cilindro e não do insumo. Presidente do Conselho de ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários