Fazer compras região comercial da Rua 44, no Setor Norte Ferroviário, em Goiânia, são um desafio ainda maior nesta nessa época do ano, quando a segunda parcela do 13º já caiu na conta de boa parte dos trabalhadores. Para quem ainda deseja se aventurar nessa região com mais de 12 mil lojas e enfrentar a correria das compras de última hora, O POPULAR reuniu 44 dicas para visitar o espaço.

Paciência é a primeira sugestão, já que o local tem recebido milhares de pessoas a cada semana. O trânsito, que já é complicado em dias comuns, fica praticamente parado nos finais de semana. Então, além deixar o carro em casa, a lista dá dicas ainda sobre a melhor roupa para usar durante a saga em busca de presentes baratos na área.

A região da 44 possui 10 ruas e 16 quadras, além do Terminal Rodoviário (que possui um shopping e oferece roupas de marca e lojas tradicionais) e um centro de compras na Avenida Goiás Norte. As lojas estão abertas a partir das 6 horas da manhã e fecham por volta de 19 horas, horário que poderá ser ampliado de acordo com a procura.

Para ir às compras:

1 - Tenha paciência. A área é muito grande, tem muitas lojas, vendedores ambulantes e muitos clientes. Assim, uma multidão ao mesmo tempo.

2 - Esteja atento às movimentações. Bandidos podem estar no meio das aglomerações esperando um momento de descuido para agir.

3 - Use tênis, sapatilha ou um sapato que você considere confortável. Com certeza você vai andar muuuuuuito por ali e calo no pé não vai ajudar na missão de achar boas peças com bons preços.

4 - Use roupas confortáveis. Além dos pés, é legal estar à vontade para aproveitar para ver as novidades de cada lojinha, de cada galeria da região.

5 - Leve uma mochila/sacola grande e vazia. Especialmente se você vai fazer compras no varejo. Colocar tudo em uma única bolsa pode ser mais seguro do que carregar várias sacolas.

6 - Tente se certificar antes das compras sobre as formas de pagamento. Algumas lojas ainda recusam pagamentos que não sejam em feitos em dinheiro.

7 - Se possível, não leve muito dinheiro para não chamar atenção. Boa parte das lojas aceita cartões de crédito e débito.

8 - Evite mostrar seu dinheiro durante as compras. Se possível, não abra a bolsa ou a carteira em locais com muitas pessoas. Escolha um local reservado.

9 - Verifique, antes da compra, se a loja oferece a possibilidade de troca da mercadoria. Como a maioria é atacadista, poucas lojas oferecem essa possibilidade.

10 - Se precisar levar dinheiro vivo, divida os valores em diferentes bolsos ou compartimentos da bolsa. Assim você não manipula muito dinheiro de uma vez.

11 - Vá de ônibus, táxis ou transporte acionado por aplicativos. Devido à grande movimentação na região, pode ser difícil chegar e sair de carro por ali.

12 - Se preferir ir de carro, use estacionamentos privados. Encontrar vaga para estacionar nas ruas pode ser impossível e a fiscalização tem multado quem para em locais proibidos.

13 - Se precisar mesmo de ir de carro, deixe-o mais distante e termine o percurso a pé. Pode ser mais tranquilo do que se ver no meio de muitos carros que mal saem do lugar.

14 - Monte grupos de amigos, familiares ou colegas de trabalho para comprar no atacado. Juntando grupos o cliente pode aproveitar os preços de atacado, que são ainda menores.

15 - Se possível, vá acompanhado às compras. Ter alguém para dividir a atenção com as compras e com a movimentação pode dar mais tranquilidade.

16 - Tenha cuidado com bolsas e sacolas. Mantenha-as sempre próximas ao corpo, de preferência na parte da frente.

17 - Desconfie de empurrões e esbarrões, especialmente em dias de maior movimento. Podem ser ladrões querendo chamar a atenção de um lado para outro agir.

18 - Não use joias ou bijuterias que possam chamar a atenção de bandidos. E não se preocupe. Ninguém costuma reparar o look dos compradores, que só querem estar à vontade para a pechincha.

19 - Deixe bolsas e celulares em casa. Se você tiver aquelas bolsinhas que podem ser colocadas junto ao corpo, sob a roupa, pode ser mais tranquilo.

20 - Se precisa levar o celular, evite usá-lo enquanto caminha ou faz compras. Um segundo de distração pode ser suficiente para a ação de um bandido.

21 - Para uma conversa longa por chamada ou aplicativo de mensagens, procure um local seguro e tranquilo. E esteja atento.

22 - Caso seja vítima de algum bandido, procure a Polícia Militar imediatamente. Há um posto da PM ao lado do Terminal Rodoviário.

23 - Tenha números de casa ou de familiares anotados, caso não saiba de cabeça. Numa infelicidade de roubo ou furto, você poderá entrar em contato.

24 - Não use a carteira no bolso de trás da calça. Essa prática facilita a vida dos ladrões que têm “mãos leves”.

25 - Olho nos cartões. Depois de pagar, veja se é seu mesmo o cartão que o vendedor devolve. No movimento intenso, podem ocorrer trocas.

26 – Se possível, não leve crianças. Elas podem se cansar mais rápido do que você e o dia de comprar tem que terminar antes do esperado. Além do risco delas se perderem.

27 - Se estiver acompanhado de crianças, fique atento. Tome cuidado e as mantenha sempre por perto. Ande de mãos dadas com elas.

28 - Se for comprar no varejo, vá preferencialmente na terça-feira ou na quarta-feira, quando o movimento atacadista é menor e você (comprador de varejo) pode ter um atendimento melhor.

29 - Mesmo sendo uma região de atacadistas, ainda dá para pechinchar. Alguns vendedores conseguem fazer preço de atacado se o pagamento for à vista.

30 - Pesquisar preços e qualidade. Essa dica vale para quem tem paciência e sabe voltar naquela loja onde viu o preço mais atrativo ou uma qualidade diferente no produto.

31 – Evite bolsas com objetos pessoais. Ter o mínimo de coisas para carregar e ter que se lembrar é o mais adequado, já que você vai ter que lidar com muitas sacolas de compras.

32 - Delimite trechos para percorrer. Vá pesquisando e volte comprando. Essa dica permite ver o mesmo produto com preços diferentes. Pode ser uma quadra ou rua de cada vez.

33 – Se informe antes de onde estão os tipos de peça que você precisa. Algumas áreas concentram tipos de produtos (roupas, acessórios, calçados) a a informação adequada fará você poupar tempo.

34 - Mulheres podem ir de vestido. A maioria das lojas não oferecem trocadores para experimentar as roupas. Estar de vestido pode facilitar o teste de uma peça.

35 - Reserve um período para o passeio na região. Uma ou duas horas podem não ser suficientes para percorrer todas as galerias e visitar toda a região.

36 - Escolha o horário de acordo com seu perfil. Pela manhã, bem cedinho (algumas lojas abrem às 6 horas) é mais fresco; à tarde tem movimento maior, inclusive de ambulantes, o que aumenta as opções de compras.

37 - Vestuário feminino em alta. A maioria absoluta de lojas é de roupas femininas. Tem para todos os gostos e tamanhos. Por isso vale pechinchar e ter tempo para bater perna.

38 - Também tem para homens. Em menor número, as lojas para homens também estão presentes nas galerias. Tem muita opção, desde as casuais, até roupas sociais, como ternos, mas é preciso procurar.

39 - Muita opção de jeans. Para quem quer esse tipo de roupa há muitas lojas de fabricação própria, com vários tipos de produtos, desde os mais resistentes aos menos trabalhados. Vale a pesquisa.

40 - Usar protetor solar. Pode não parecer, mas o entra e sai das lojas e galerias intercalados com caminhadas nas calçadas pode deixar marcas indesejadas do sol.

41 - Não esquecer da hidratação. Existem muitos vendedores de água na região, além das lanchonetes, mas se preferir, leve de casa.

42 - Não deixar de comer. No local há várias lanchonetes e restaurantes, mas se preferir, leve uma barrinha de cereal ou lanchinho rápido na bolsa.

43 - Cuidado com a escolha da comida. Se escolher fazer um lanche rápido na rua, várias barraquinhas vendem desde sanduíches a sorvetes e açaí. Esteja atento à higiene no preparo.

44 - Banheiro nas galerias. Se precisar usar o banheiro, não se preocupe. A maioria são limpos e bem cuidados. Nenhuma cobra por isso.