Dos 30 bairros de Goiânia com mais casos confirmados de Covid-19, 15 registraram em uma semana um aumento maior do que o verificado na capital no mesmo período. O levantamento feito pela reportagem foi com base na última atualização feita na Plataforma Covid-19 da Universidade Federal de Goiás (UFG), com base em dados fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Entre os dias 14 e 21 de julho, as notificações de infecção pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) cresceram 8,1% na capital.

A Vila Finsocial viu o número de casos aumentar 16,9% e aparece no topo da lista. O bairro fica na região Noroeste, onde também estão outros que estão sofrendo com a intensificação dos registros de Covid-19, como Jardim Curitiba, Parque Tremendão e Jardim Nova Esperança, este último um dos bairros com mais mortes confirmadas pela doença em Goiânia.

Ao todo, são 12 os bairros que tiveram um aumento superior a 10%, sendo que 3 estão entre os 10 com mais casos: Parque Amazônia (218 casos e 12,9% de aumento), Jardim Goiás (216 e 11,3%) e Setor Leste Universitário (170 e 11,1%). No Setor Bueno, que aparece com 519 notificações até o dia 21, houve uma evolução de 6,6%.

Outro bairro que verificou um aumento percentual acima de dois algoritmos foi o Conjunto Vera Cruz, que é bairro periférico com mais mortes por Covid-19. Já são 11 mortes, o mesmo que no Setor Bueno e uma a menos que no Jardim América, que está à frente dos 156 bairros que já registraram uma vítima fatal do novo coronavírus.

Dos 15 bairros que registraram aumento de casos maior do que a capital, 9 estão na periferia. As regiões mais afastadas do centro têm preocupado agentes públicos de saúde, conforme mostrado no POPULAR, por falhas na fiscalização pela prefeitura nestes setores.

Um erro na hora de registrar os casos no sistema fez com que o Setor Central aparecesse com uma queda no número de casos entre os dias 14 e 21, indo de 196 para 141.