As empresas prestadoras de serviços tiveram uma queda de 2,5% no volume de trabalho no ano passado em Goiás, a quinta queda anual consecutiva. Os números deste setor foram prejudicados pelo fraco desempenho em alguns segmentos da indústria e comércio, por mudanças tecnológicas nas formas de comunicação e até pelo alto endividamento das famílias. O maior recuo, segund...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários