O lançamento de chapas competitivas para o Legislativo em 2022 faz parte do plano central dos partidos políticos, principalmente após o Senado confirmar que as coligações proporcionais continuam proibidas. Lideranças de Goiás apontam que a aplicação da regra diminuirá a quantidade de partidos com representação na Câmara dos Deputados e Assembleia. Como consequência, d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários