O período chuvoso mal começou em Goiás e os consumidores já contabilizam prejuízos provocados pelas frequentes interrupções no fornecimento de energia. De janeiro a outubro deste ano, o número de reclamações contra a empresa junto ao Procon Goiás, por diversos motivos, cresceu 46% em relação ao mesmo período de 2018. Os relatos de consumidores que reclamam de perdas c...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários