ARQUIVOS
Arquivos de Setembro, 2014

Mais trapalhadas

Multishow

Segunda temporada estreia hoje com novos personagens e episódio ao vivo

 

Com um humor escrachado que lembra clássicos da TV, como Sai de Baixo (Globo, 1996-2002) e Família Trapo (Record, 1967-1971), o humorístico Vai que Cola chega hoje a segunda temporada hoje, às 22h30, no canal por assinatura Multishow. O primeiro capítulo será ao vivo.

Segundo o Ibope, a série atingiu mais de 11 milhões de telespectadores em seu primeiro ano e se tornou a maior audiência de um programa da TV paga no Brasil nos últimos dez anos. “A atração agradou a todas as classes e idades. A família assiste junto, e as mulheres são o nosso maior público”, comenta o diretor Cesar Rodrigues. “Neste ano, a produção tem acabamento melhor, cenário mais amplo, além de novos personagens e convidados especiais que divertem tanto quem assiste à gravação da plateia, quanto quem está em casa”, complementa, referindo-se ao fato de o seriado ser gravado em um teatro, com a presença do público.

Novas e divertidas trapalhadas devem agitar a pensão da dona Jô (Catarina Abdala), cenário do humorístico. Mãezona, cabe a ela colocar uma ordem na bagunça feita pelos hóspedes Valdomiro (Paulo Gustavo), que nunca trabalha, Ferdinando (Marcus Majella), que passa a fazer números em uma boate gay, Wilson (Fernando Caruso), que tenta conquistar o coração da dona da pensão, e da própria filha, Jéssica (Samantha Schmütz), que vai tentar ficar famosa pela internet. “A dona Jô serve para dar um chão a tanta gente maluca. Ela fez uma reforma geral na pensão e vai obrigar todo o mundo a vender quentinhas para pagar dívidas”, adianta Catarina.

Além dos outros hóspedes, Terezinha (Cacau Protásio), Máicol (Emiliano D’Avila) e a falsa gringa Velna (Fiorella Mattheis), a pensão vai receber Sanderson (Marcelo Médici), sobrinho paulista de dona Jô. “Ele é torcedor fanático do Corinthians e vai morar no Rio de Janeiro, pois está fugindo de uns caras a quem está devendo dinheiro. Na pensão, ele vai ajudar a tia na entrega das quentinhas e vai se sentir fora do ninho, pois é um malandro paulista”, diz o ator, que volta a viver o papel na TV após 12 anos. “Ganhei o Prêmio de Humor do canal, em 1998, com o Sanderson, e as pessoas pediam a volta dele”, conta.

A atriz Tatá Werneck também entra para o Vai que Cola na pele da taxista Eloísa, que faz ponto na rua da pensão e vai se envolver com os rolos dos moradores. “Ela é bem masculina, mas não é necessariamente lésbica. Então, vou usar peruca, monocelha e bigode falsos. Ela está sempre com o rádio na mão, falando aquela linguagem engraçada de taxista”, diverte-se Tatá.

Multifacetado, Paulo Gustavo deve ir além do malandro Valdomiro no humorístico. Ele deve levar personagens do seu espetáculo, o 220 Volts, para a série. Entre eles estão o Sem Noção, a Senhora dos Absurdos, a Ivonete e a Bicha Bichérrima. “O público gosta desses personagens, então eu pensei em fazer com que alguns deles visitassem a pensão. Estou acostumado a essa loucura de sair de um personagem e entrar em outro, ficar trocando de peruca”, diz Gustavo.

Acertando os ponteiros

(Foto: Alex Carvalho/Rede Globo)

A paz volta a reinar no lar dos Silva no penúltimo episódio de A Grande Família (foto) que vai ao ar quinta-feira, na Globo. Lineu (Marco Nanini) se rende às mudanças de Nenê (Marieta Severo) e se adapta a elas. Para ficar mais perto da amada, ele se candidata a lavar os pratos do restaurante Adega do Braga e tudo começa a se encaixar novamente. O clima é de romance, como num recomeço. Além de Bebel (Guta Stresser), a cegonha vai presentear Lurdinha (Maria Clara Gueiros). O sentimento de Paulão (Evandro Mesquita) é de felicidade e comprometimento com a namorada e, por isso, resolve terminar seu “relacionamento clandestino” com Laurinha (Maria Clara Gueiros), até descobrir que ela também está grávida. Enquanto isso, Agostinho (Pedro Cardoso) vislumbra a chance de sair da pindaíba por meio de um milionário que conhece na Flanelinhas Carrara ou Carrara Flanelinhas. Rui Nabuco (Lúcio Mauro) acaba de se deliciar com um prato especial elaborado por Nenê, no restaurante do Braga (Álamo Facó), e afogar as mágoas na bebida, quando se depara com Agostinho. Esse clima nostálgico leva Rui a desabafar com o malandro e a pedir sua ajuda. Depois de 20 anos separados, seu maior desejo é voltar a falar com a filha, Gisela (Luly Barbalho). Em troca, Rui promete ajeitar financeiramente a vida de Agostinho. Um problema atrapalha os planos: Rui só reconhece Agostinho quando está sob o efeito da bebida. Mas o marido de Bebel vai saber driblar esse obstáculo e, quem sabe, finalmente se dar bem.

Foi bem

A seleção de reprises do Programa do Jô. A equipe do talkshow reúne uma feliz coletânea de entrevistas e momentos importantes da carreira do jornalista na Globo.

Foi mal

A falta de noção do quadro Cê Que Sabe, do Pânico na Band. Por meio de desafios ridículos, o programa expõe seus participantes a uma humilhação totalmente sem graça.

 

Trabalho com folga

(Foto: Renato Rocha Miranda/Rede Globo)

Aguinaldo Silva (foto) prefere manter uma margem confortável entre os capítulos que escreve e os que vão ao ar. Em Império, sua atual novela das nove da Globo, o autor trabalha com uma frente de 30 capítulos. Apesar do trabalho adiantado, diversas cenas terão de ser reescritas e até regravadas por conta de mudanças na trama após o primeiro grupo de discussão. Sequências de striptease e sexo serão suavizadas por sua equipe.

Era digital

A era digital movimenta também a forma como as empresas recrutam novos talentos e como os candidatos buscam novas oportunidades de emprego. Hoje, às 23 horas, o Mundo SA, da Globo News, mostra como isso impactou a vida das pessoas.

Novo projeto

(Foto: Estevam Avellar/Rede Globo)

De folga da TV desde Além do Horizonte, Christiana Ubach (foto) integrará o elenco da minissérie Felizes para Sempre. A produção é um remake de Quem Ama Não Mata, xibida em 1982, que estreia em janeiro.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

Malhação

Mari descobre que está grávida e Jeff a apoia. Karina flagra Bianca contando sobre o elogio que fez a Pedro e se enfurece com a irmã. Bianca afirma a Pedro que Karina gosta dele. Jeff beija Mari. Nando convida Roberta para jantar no restaurante de Delma. Jade e Bianca trocam ofensas. Mari não consegue contar sobre a gravidez para Franz. Jade dá em cima de Duca, mas ele diz que ama Bianca. Gael convida Karina para assistir ao show de Sol e Pedro no Perfeitão, com Dandara. Lincoln conversa com Jeff sobre Mari. Jade procura Cobra.

 

Boogie Oogie

Vicente conta a Sandra sobre a troca de bebês. Homero vai para a discoteca armado. Sandra aparece na festa da Boggie Oogie para esclarecer a história sobre a troca de bebês para Rafael. Fernando fica furioso com Gilda, quando Daniele declara que está namorando Rodrigo. Elísio diz a Beatriz que não permitirá que Rafael se aproxime de Sandra e afirma que não quer que sua família se aproxime da família de Célia. Homero aponta o revólver para Daniele, mas erra o alvo.

 

Geração Brasil

Pamela descobre o romance entre Jonas e Verônica. Danusa faz um jantar especial para Matias. Rita fica desconfortável com Dante. Pamela sofre um acidente. Herval conta para Pamela que flagrou Jonas e Verônica juntos em Florianópolis. Jonas vê Herval e Pamela juntos. Verônica confidencia a Edna que foi flagrada com Jonas em sua casa. Pamela revela para Jesus que está se separando do marido e declara guerra contra ele.

Império

Maria Marta explica a presença de Cristina na mansão para José Alfredo. Danielle descobre que o empreiteiro abandonou a obra de seu apartamento. Cora deixa a casa de Magnólia levando uma peça de roupa de Robertão. Érika faz um escândalo quando Robertão a beija novamente. Enrico comenta com Maria Clara a notícia que Téo divulgou sobre Cláudio em seu blog. Maria Marta comunica que sua sobrinha Amanda irá morar com eles e Danielle fica furiosa. Érika conta para Fernanda sobre Robertão.

 

Chiquititas

Vivi diz ser uma pena que Samuca não goste dela apenas como amiga. JP tenta beijar Mili, que não deixa e fica irritada. Um paparazzo registra a cena e as imagens vão parar na televisão. Ao ver a matéria, Mili fica inconformada com as falsas informações que dizem que ela exagerava no ciúme e chegou a agredir JP, que optou por terminar o namoro. Mili tenta falar com JP, mas a mãe do músico não deixa. Na escola, as fãs de JP implicam com Mili.

 

Vitória

Artur fica feliz ao pensar que será pai do filho de Diana, mas desaba quando Iago diz que o bebê é de Rafael. Diana se recorda de ter visto Artur segurando os bonecos de índio dentro do escritório de Gregório. Rafael se mostra preocupado com a desconfiança de Mossoró sobre a paternidade do filho de Diana. Gregório discute com Sabrina e acusa Artur de ter implantado o brinquedo em seu escritório. Iago marca um encontro com Priscila. Diana se depara com Artur.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

ÁRIES

Boa hora para buscar mudanças em seu trabalho ou exigir seus benefícios; não tenha medo de situações novas e grandes desafios. Bom período para negócios. Busque paz. Ainda que sua rotina esteja corrida, procure se recolher em casa. Cor: amarelo-canário. Número: 4.

 

TOURO

Elemento: terra. Modalidade: fixo. Signo complementar: Escorpião. Regente: Vênus. Hoje você tenderá a prestar mais atenção ao corpo. É hora de buscar sua qualidade de vida e rever seus hábitos. Procure selecionar melhor as amizades. É tempo de cultivar prazeres.

 

GÊMEOS

Momento especialmente favorável para a sua vida profissional, principalmente os artistas ou pessoas que lidam diretamente ou indiretamente com beleza. Inovação nos métodos de trabalho, terá influência benéfica. Muita confiança em sua capacidade de trabalho.

 

CÂNCER

Fase muito favorável para o mundo das amizades. Encontrará afeto e cooperação junto aos seus amigos, que lhe darão estímulos e eventualmente ajuda material. Associação entre amizades genuínas e interesses profissionais neste momento fecundo. Cor: bege. Número: 7.

LEÃO

Amor: não programe, deixe acontecer. De amigos ou de quem surgir, é possível esperar mudanças. O clima é de surpresas. Trabalho: a criatividade deve ser colocada em prática sem medo. Ousar é o verbo. A pressa é inimiga da perfeição. Liberdade para criar. Número: 10.

 

VIRGEM

Na vida, tudo se constrói com paciência e perseverança. A boa interação com as pessoas também facilita a conhecer novos caminhos. É tempo de investir em novas experiências pessoais e profissionais. A Lua te impulsiona a conquistar seus objetivos. Número: 13.

 

LIBRA

A fase é boa para compartilhar momentos de carinho com as pessoas que você ama. É um período positivo para cuidar de seus laços afetivos. Aproveite. O lado mais delicado e sensível da sua personalidade está a flor da pele. Sorte no amor. Cor: laranja-claro. Número: 16.

 

ESCORPIÃO

O período é bastante positivo para as finanças, setor que está sendo muito bem protegido. Mas você não deve abusar fazendo gastos desnecessários, procure pensar no seu futuro, faça planos e invista neles. No amor, é hora de colocar os pingos nos “is”. Tenha um diálogo franco.

SAGITÁRIO

Bem-estar interior. Você passa por uma fase em que está mais generoso e liberal e menos pessimista. Os nativos deste signo que são muito magros tendem a engordar um pouco e, de um modo geral, todos tendem a ficar mais bonitos, agradáveis e simpáticos. Número: 19.

 

CAPRICÓRNIO

Preserve um pouco mais seu dinheiro, pois uma grande oportunidade pode surgir. Trabalho: é possível contar com a colaboração alheia quase sempre. Aceite-a e retribua tudo que vier de bom. Fará bonito com ideias originais. Saúde boa. Cor: vermelho-sangue. Número: 22.

 

AQUÁRIO

Os negócios estão favorecidos, você pode comprar e vender imóveis ou telefones nesse período, ainda assim terá uma boa margem de lucros. Na vida afetiva, o momento é de tranquilidade e calma, maturidade nos relacionamentos. Cor: laranja-escuro. Número: 25.

 

PEIXES

Algumas vezes é preciso superar um período difícil para que as mudanças aconteçam. A fase de sacrifícios está chegando ao fim. E você verá que tudo valeu e evoluiu. Dia em que você se depara com uma sobrecarga de demandas profissionais Cor: havana. Número: 28.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

 

Já comentei aqui a respeito das bizarrices da etiqueta para viagens de avião. Por exemplo, a estúpida regra de embarcar primeiro pessoas com dificuldade de locomoção e/ou “da melhor idade”. É estúpida porque o efeito é o contrário do pretendido. Como eles caminham mais devagar, são logo atropelados pelos demais. E os que não são, têm de se levantar para dar passagem aos que chegaram depois. (Sim, eu sei, é lei, mas na verdade uma lei burra vinda de uma regra de etiqueta). O correto seria que estes esperassem confortavelmente sentados e, quando chegasse sua vez, fossem acompanhados por um funcionário da companhia e, ao chegar a seu assento, os outros é que se levantariam para lhes dar lugar, e não o contrário.

Um subproduto dessa regra é a malandragem das pessoas quanto ao conceito de “acompanhados de crianças”. Trata-se de criança de colo, evidentemente, pois, se assim não fosse, não faria sentido que tivessem “prioridade”. Mas o que tem de pai malandro é brincadeira.

Reclinar a cadeira é um capítulo à parte. Os aviões têm se tornado progressivamente parecidos com latas de sardinha, a ponto de criarem lugares “plus”, com alguns centímetros de espaço a mais, que nada mais são do que as poltronas de antigamente. Quando alguém reclina a cadeira a sua frente, está tornando sua viagem mais desagradável do que já é. Ainda assim, seria defensável que, se o fizesse em viagens longas (mais do que uma hora, digamos), desde que reclinasse a cadeira para que possa reclinar o próprio corpo, incluindo a cabeça, voltando à posição normal depois de descansarem. Mas não é isso o que acontece, várias e odiosas vezes. O sujeito ou a sujeita reclinam a cadeira e... permanecem eretos. Impressionante! E incompreensível, pois dessa forma é até menos confortável para quem reclina. Não há explicação plausível, a não ser a intenção deliberada de tornar a viagem de quem está atrás um inferno. E, pode estar certo, o cidadão manterá seu assento reclinado depois do pouso, que é pra te dificultar sair.

Apesar disso, eu não seria capaz de utilizar a mais nova invenção destinada aos desgraçados da poltrona de trás de um espírito de porco, o knee defender. Uma peça que impede que o assento recline. Recentemente, um voo da United teve de ser desviado pra despejar dois passageiros, sendo um o utilizador do aparato, e outro, sua vítima. O cara não retirou o knee defender nem depois que a aeromoça solicitou, o que desencadeou uma briga feia. Qualquer desentendimento não vale o espaço a mais.

E sempre haverá a possibilidade de vingança. Sempre se pode chutar a poltrona da frente como quem não quer nada, como quem está descruzando as pernas. A não ser que seja você a vítima do chute de poltrona, acontecimento frequente se quem está atrás de você é criança. O que não seria necessariamente um problema, se hoje não vigorasse a permissividade paterna, travestida de conduta moderninha. Diálogo numa hora dessas? O correto é adotar a pedagogia construtivista, construindo a mão na bunda do pimentinha se ele não cooperar.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

Em um grupo, escrevi “Minha esposa e mim confirmamos nossa presença na festa.” Todos no grupo começaram a chamar-me de índio: “Mim vai à festa.” É melhor dizer “minha esposa e eu”?

Camargo Jr. – Pelo WhatsApp

 

O programinha de mensagens virou uma febre. No afã de escrever tantas mensagens, podemos pisar em falso.

 

Atrás da mulher

O leitor está correto, ao concluir que convém escrever “minha esposa e eu confirmamos”. Só não está correto ao dizer que “é melhor”. Na verdade, é imperativo escrever “eu confirmo”.

Mas o leitor é gentil: iniciou a frase com “minha esposa”, colocando-se em segundo lugar, atrás dela.

 

O homem que decide

Nosso sistema de pronomes prevê formas diferentes para funções distintas. Se o pronome representa um sujeito ativo, alguém que vai a uma festa, que confirma essa ida, que toma decisões, então não há dúvidas que a forma a utilizar é eu: eu confirmo, eu decido, eu vou à festa!

Uma alternativa é deixar de lado o pronome, já que o verbo deixa explícito quem fala: confirmo, decido, vou à festa. Tudo eu!

 

Mim

As formas me e mim devem ser reservadas para outras funções que não a de sujeito ativo.

A forma mim aparece exclusivamente depois de uma preposição: para mim, de mim, em mim. Caso interessante é a forma migo, exclusiva da preposição com. Tudo comigo!

 

Você sabia?

A justiça

Analise este versículo: “Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus!” (Mateus 5.10). Um religioso entenderia que aquele que pratica a justiça é perseguido, mas receberá a recompensa.

Se um juiz condena um criminoso ele poderá ser perseguido por isto. Mas se a frase for retirada deste contexto de justiça, vista de forma isolada de seu âmbito no texto bíblico, ela não seria um prato cheio para políticos que enfrentam tantos problemas com ela? Alguém simplesmente poderia falar que o criminoso perseguido pela justiça será um bem-aventurado.

André Guerra Montes – labordinmb@hotmail.com, Santa Helena de Goiás

 

O leitor propõe um belo exercício de análise. Mas mistura significados.

 

Abstrato

Justiça é uma daquelas palavras de múltiplos significados.

Inicialmente trata-se de um conceito abstrato, que descreve um princípio moral. É o conjunto das qualidades das coisas conformes, dos comportamentos desejados.

É disso que fala Mateus na Bíblia: alguém que defenda uma causa justa, mas por isso seja perseguido, merece nosso respeito.

 

Concreto

Outro significado de justiça, este concreto, é o conjunto de instituições que administra a justiça abstrata.

Enquanto a ideia de justiça é algo perfeito, a instituição justiça quase nunca o é: trata-se de um órgão administrativo sujeito a todos os defeitos e problemas de nossas instituições.

 

O criminoso

No caso de um juiz que condena alguém, estamos no campo da justiça concreta, da instituição, tribunais e advogados. Tudo sujeito a falhas.

Um criminoso perseguido pela justiça é alguém que deve algo a essa instituição. Não há como misturar a fuga do criminoso com o princípio das causas justas.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

Gabriela Lima

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

Janda Nayara

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

(Agência Brasil)

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

(Foto: Foto: Sebastião Nogueira / O Po)

Sandoval Moreira, advogado, de 58 anos, e a filha, a funcionária pública Ana Carolina Moreira, de 30, pedalaram na Praça Cívica.

(Foto: Foto: Sebastião Nogueira / O Po)

A artista plástica Vânia Ferro, presidente da Associação Goiana de Artes Visuais, transformou a porta de aço de uma loja em painel.

(Foto: Foto: Sebastião Nogueira / O Po)

O artista plástico Paranhos Junior, de 61 anos, aproveitou a manhã para gravar sua arte em uma porta comercial na Avenida Goiás. O cineasta Ângelo Lima, de 63 anos, registrou o trabalho, que faz parte de projeto da Secult Goiânia.

(Foto: Foto: Sebastião Nogueira / O Po)

Lucas Assis, de 29 anos, tomou café da manhã em uma panificadora com a mulher, Caroline Jaime, de 28, a sogra Ionita Jaime, de 63, e o filho Guilherme, de 2 meses.

(Foto: Foto: Sebastião Nogueira / O Po)

O engenheiro civil André Leyser, de 39 anos, acompanhou a mulher, a médica Fabiana Pina, de 38, e a filha Rafaela, de 1 ano e 4 meses, a uma panificadora da Nova Suíça.

(Foto: Foto: Sebastião Nogueira / O Po)

Mesmo grávida de 3 meses, a personal trainer Kênia de Sousa, de 37 anos, não deixa a paixão pelos esportes de lado. Junto ao amigo, o militar Jônatas Campos, de 35, ela esbanjava disposição ao correr no Parque Vaca Brava. “Domingo não é dia de ficar parado. Não tem desculpa que a academia está fechada”.

(Foto: Foto: Sebastião Nogueira / O Po)

O comerciário Marino Perroni, de 52 anos, aproveitou para se refrescar do calor tomando água de coco no Parque Vaca Brava. “Já é rotina! Faço minha caminhada e paro aqui para descansar.”

O vendedor Wender Augusto de Souza, de 25 anos, e a namorada, a estudante Mikaelly Santos Gouveia, de 20 anos, foram patinar no Centro Cultural Oscar Niemeyer na manhã de ontem. “À noite fica lotado”, observou.

(Foto: Foto: Sebastião Nogueira / O Po)

Concluíndo o curso de Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), a universitária Rebeca Tipple, de 23 anos, esteve com sua turma no Oscar Niemeyer para tirar fotos para o convite da cerimônia.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários