Os carros elétricos são o grande destaque do Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt (IAA), que abre as portas ao público nesta quinta-feira. Todas as principais montadoras de veículos da Alemanha - Volkswagen, BMW e Mercedes-Benz - e de outros países anunciaram programas de veículos elétricos, na expectativa de alcançar suas metas ambiciosas de vendas de carros híbridos ou apenas elétricos com uma enxurrada de novos modelos até meados de 2020.

A Volkswagen anunciou que até 2030 todos os modelos de carros fabricados pelas marcas do grupo - Audi, Porsche, Bugatti, Bentley e Lamborghini – terão uma versão 100% elétrica ou híbrida. Até 2025, serão lançados 80 modelos “verdes”, dos quais 50 elétricos e 30 híbridos.

A Mercedes-Benz também anunciou que até 2022 todos os seus carros terão versões elétrica ou híbrida. No total, haverá "mais de 50 versões de veículos", tanto híbridos quanto elétricos. Em 2025, 25% das vendas da marca serão de modelos elétricos.

A BMW anunciou que, até 2025, oferecerá 25 modelos “verdes”, dos quais 12 totalmente elétricos. Já em 2025, a fabricante estima que um em cada quatro carros vendidos será 100% elétrico, o que representaria cerca de 3 milhões de unidades por ano.

A sueca Volvo e a inglesa Jaguar Land Rover já tinham anunciado que, daqui a 3 anos, só lançarão veículos híbridos ou somente elétricos.