O vereador e pastor Otoni de Paula (PSC), flagrado em vídeo fazendo gestos homofóbicos a um colega do PSol, durante sessão na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, é réu em duas ações de cobranças de dívidas e teve contas bloqueadas pela Justiça. Os processos podem ser consultados no site do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), onde o parlamentar aparece com s...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine O Popular!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários