Política

Joesley Batista: saiba como era a vida em Goiás do ‘magnata da carne’ que agora está na prisão

De fama restrita, até então, ao segmento empresarial, Joesley passou a ser notícia e assunto em todas as rodas com o boom das delações que têm abalado a política do País

Divulgação
Joesley Batista

Nunca o nome do empresário Joesley Batista esteve tão em evidência como agora, em especial após sua prisão neste domingo (10) ter sido decretada pelo ministro Edson Fachin. Mas você sabe quem é o homem que delatou o presidente Michel Temer (PMDB) e o senador Aécio Neves (PSDB)?

Vida em Goiás

“Até pouco tempo”, nos moldes da narrativa interiorana de Formosa, a 282 quilômetros de Goiânia, Joesley e Wesley Batista ainda estavam engatinhando e aprendendo a dar os primeiros passos na Praça Pedro Chaves, onde resiste a casa em que moraram. A residência era uma das melhores da cidade para a época (final da década de 1960) e foi comprada pelo patriarca da família, José Batista Sobrinho, o Zé Mineiro, quando ele decidiu deixar Anápolis e investir no primeiro frigorífico da história do grupo que se tornaria quatro décadas depois o maior do mundo em produção de carne bovina, frango, gado em confinamento e processamento de couros.

Joesley e Wesley, os irmãos que logo foram taxados de “dupla sertaneja” nas redes sociais por causa da origem e semelhança dos nomes, nasceram em 1970 e 1972, respectivamente. De fama restrita, até então, ao segmento empresarial, eles passaram a ser notícia e assunto em todas as rodas com o boom das delações que têm abalado a política do País, ameaçando a presidência da República. Se para quem testemunhou o início dos negócios da família já era inacreditável a grandeza do império em que tudo se transformou, para quem viu os irmãos Batista crescerem em Formosa é mais inacreditável ainda ver, hoje, como eles estão envolvidos na profunda crise política nacional.

Na memória de quem conviveu com os dois na cidade ficam imagens de um início precoce e do foco nos negócios da família. O vizinho de muro que cresceu com os filhos de Zé Mineiro e era “de dentro da casa” do empresário continua morando no mesmo local e contou ao POPULAR que a infância dos irmãos foi normal, mas que bastaram atingir resistência para o trabalho - “endurecer a carne”, descreveu - para serem levados pelo pai para a lida diária no frigorífico. Eles praticamente nasceram e cresceram junto com a marca Friboi, sugerida em 1970 pelo engenheiro Luís Nasciutti, responsável pela obra de ampliação do matadouro da Fazenda Brocotó, em Formosa, recém-adquirido por seu Zé, que acatou a sugestão de imediato.

Joesley e os negócios

Com o passar dos anos, Joesley se tornou o presidente da holding J&F, controladora de empresas como a JBS (Friboi e Seara), Havaianas, Minuano, banco Originale e Eldorado, do ramo de celulose, sempre acompanhando de perto os negócios do pai.

A Casa de Carne Mineira deslanchou com a construção de Brasília, quando fornecia carne para os refeitórios das empreiteiras envolvidas nas obras da capital federal. A empresa cresceu e começou a comprar frigoríficos.

Joesley encabeçou a internacionalização da JBS, com a exportação de carne para mais de 150 países, e consolidou a empresa, com a ajuda do BNDES, como a maior processadora de carne bovina do mundo. O faturamento saltou de R$ 4 bilhões (2007) para mais de R$ 160 bilhões. Desde 2012, o controle da JBS está com Wesley Batista, irmão de Joesley.

Além de todas as empresas em diversos ramos, o grupo atuou também na política, como em 2014, quando foram os maiores doadores da campanha eleitoral, gastando R$ 391 milhões para apoiar 164 deputados federais, seis governadores e a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer. O senador Aécio Neves, também recebeu dinheiro para a campanha presidencial.

Social

Com dinheiro e poder, Joesley era visto frequentemente em muitos eventos sociais. O empresário é casado com a apresentadora do SBT, Ticiana Villas Boas, e tem um filho com ela, Joesley Filho. Em 2012, a festa de casamento deles para 1.500 convidados, teve shows de Ivete Sangalo e da dupla Bruno e Marrone. Ticiana usou vestido da grife Chanel, e nas semanas anteriores ao matrimônio viajou quatro vezes a Paris para fazer provas de roupa.

Além de Joesley Filho, o executivo também é pai de Murilo, Munir e Monize, fruto de outro relacionamento.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.