O grupo de Facebook “Mulheres Unidas contra Bolsonaro”, que contava com mais de 2 milhões de mulheres contrárias ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), foi hackerado e ficou fora do ar na noite deste sábado (15). A informação foi divulgada pela administração da comunidade, formada por nove mulheres. Logo depois, o perfil teve o nome alterado para “Mulhe...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine O Popular!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários