O escritor uruguaio Eduardo Galeano, morte em abril do ano passado, costumava dizer que a utopia é como a linha do horizonte. Se a gente caminha dois passos, ela fica mais dois passos distante. Por mais que a gente caminhe, ela continua se distanciando. Não vamos alcançá-la, mas ela serve para nos forçar a caminhar sempre. A premissa dele serve para nos lembrar da ne...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine O Popular!
QUERO SER ASSINANTE

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários