Magazine

HSH: Os homens que têm relações sexuais com outros homens, mas não se consideram gays

"Nunca consegui me imaginar de mãos dadas ou trocando carinhos. Sexo com homem é grosseiro, por isso é só sexo. Nunca conseguiria me relacionar afetivamente com um homem, tenho 101% de certeza”, diz um dos entrevistados

Pixabay

Em uma reportagem divulgada nesta sexta-feira (8), o UOL abordou o caso dos HSH (homens que fazem sexo com homens). Diferentemente dos goys  — que são homens que gostam apenas de beijar e acariciar outros homens, sem sexo —, os HSH gostam da relação sexual, mas não se consideram gays.

Na matéria, alguns entrevistados afirmaram que a atração pelo outro homem se resume ao sexo, e que só conseguem se ver em um relacionamento com mulheres.  

"Nunca consegui me imaginar de mãos dadas ou trocando carinhos. Sexo com homem é grosseiro, por isso é só sexo. Nunca conseguiria me relacionar afetivamente com um homem, tenho 101% de certeza, curto apenas a putaria na cama", diz Antônio* (nome fictício), 40, corretor de seguros e pai de um menino de cinco anos. 

Os entrevistados também negam uma homossexualidade enrustida, tópico que sempre surge quando alguém coloca em prática uma fantasia que não corresponde à sexualidade assumida.

Ao POPULAR, o psicólogo especialista em casais e sexualidade, Rodrigo Dueti, afirma que, apesar de existirem novas classificações sexuais, o importante é como cada indivíduo se vê. 

“Minha maior preocupação com o paciente é sobre seu autojulgamento, e não sobre o julgamento do outro. Se ele se aceita como é, mesmo com críticas de outras pessoas, isso é o importante. O difícil é quando a pessoa pode ter atração por alguém do mesmo sexo, esconde isso dele mesmo e se relaciona com quem não gostaria de verdade devido a uma imposição da sociedade”, conclui. 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.