Exatamente hoje faz 50 anos que o escritor goianiense Gabriel Nascente pegou emprestado caneta especial, terno, gravata e abotoadura do irmão mais velho para descer a Avenida Goiás, rumo à livra do extinto Bazar Oió. Nervoso, ele esperava encontrar no endereço alguns dos nomes mais proeminentes da intelectualidade goiana no famoso ponto cultural dos anos 1960. Eles, po...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine O Popular!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários