Uma pesquisa, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que em setembro/2015, o volume de vendas do comércio varejista de Goiás, apresentou o maior recuo já verificado, de 11,8%, em comparação ao mês de setembro/2014. Referindo-se a seu último comparativo, agosto/2015 em comparação com agosto/2014, o recuo foi de 10,3%. No mês, a variação no volume de vendas em Goiás ficou abaixo da nacional, que também apresentou recuo de 6,2% em comparação com setembro/2014. 

O crescimento acumulado no ano do comércio varejista goiano (janeiro/2015-setembro/2015) em comparação com o acumulado de janeiro/2014-setembro/2014 ficou em -9,5%, recuo maior que o registrado para o conjunto das unidades investigadas, foi de -3,3%.

Das diferentes atividades que compõem o comércio varejista de Goiás, apenas uma apresentou variação positiva do volume de vendas no mês de setembro/2015, frente a setembro/2014, que foi a de equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação com 5,2%. A maior variação negativa foi verificada no comércio varejista de móveis e eletrodomésticos (-23,9%), com móveis representando -25,9% dessa queda. 

Fernanda Feliciano é estagiária do Programa de Estágio Curricular Obrigatório do Grupo Jaime Câmara em convênio com a Faculdade Fasam – Faculdade Sul-Americana.