À ausência de corredores exclusivos, ao excesso de automóveis nas ruas, à queda gradativa da velocidade média das viagens, à superlotação e a todo o desconforto enfrentado pelo usuário, soma-se mais um gargalo do transporte coletivo de Goiânia: fiscalização ineficiente. Há menos de um fiscal escalado por dia, por terminal. Dos 43 fiscais existentes, O POPULAR a...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine O Popular!
QUERO SER ASSINANTE

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários