O delegado titular da Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH), Thiago Damasceno, prefere não detalhar o andamento do inquérito que investiga a relação entre nove execuções que aconteceram na noite e madrugada dos dias 7 e 8 de abril do ano passado em Goiânia. “A investigação continua. Se a gente antecipar prejudica”, defende. Damasceno também diz não poder responder sob...
No mês de aniversário do O Popular, cadastre-se e tenha acesso ilimitado à todo conteúdo do portal.
ou
Conheça todos os nossos planos de assinatura.
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários