Atualizada às 12:47

O ex-prefeito de Rio Verde Paulo Roberto Cunha (PP) morreu às 9h50 desta sexta-feira (3), aos 68 anos, vítima de parada cardiorrespiratória. Ele estava internado no Instituto de Neurologia de Goiânia, no Setor Bueno, desde o último sábado (28), e entrou na UTI na quinta-feira (2).

O corpo será velado no Palácio das Esmeraldas, a partir das 14h desta sexta-feira. O enterro acontece no sábado (4), em Rio Verde, em horário a ser definido.

Paulo Roberto - que completaria 69 anos no próximo domingo (5) - enfrentava problemas pulmonares e de coluna desde o final de 2010 e chegou a se internar no Sírio-Libanês, em São Paulo, no início deste ano.

Mesmo com a saúde abalada e com dificuldade para andar, Paulo Roberto disputou uma vaga ao Senado em 2010 na chapa do candidato a governador Vanderlan Cardoso (PR) e obteve 227.639 votos. Ele foi deputado federal e fundador da Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (Comigo).

Paulo Roberto ficou conhecido pelo bordão "Tá certo, Paulo Roberto", que utilizou pela primeira vez na campanha ao governo de Goiás em 1990. O político deixou a mulher, Maria das Graças, três filhas e seis netos.

Leia mais: Políticos lamentam a morte de Paulo Roberto Cunha

Corpo será velado no Palácio das Esmeraldas