O médico ginecologista Ricardo Paes Sandre, investigado por suspeita de praticar os crimes de assédio moral e sexual e abuso de poder, quer afastar os promotores responsáveis por investigá-lo. Seis médicas, uma enfermeira e uma psicóloga dizem ter sido vítimas do profissional enquanto ele era diretor do Centro de Saúde do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO). Um inquérito pa...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine O Popular!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários