Poucas horas antes da sequência de nove homicídios que pode ser a maior chacina de Goiânia, a atendente Leiliane Pereira dos Santos, de 23 anos, morreu no hospital depois de ter sido baleada durante a manhã em uma suposta tentativa de assalto na porta de sua casa, no setor Recanto das Minas Gerais, região Leste da capital. Ela estava acompanhada de um policial militar...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine O Popular!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários