O pedido feito judicialmente pelo Ministério Público para que o Estado repassasse R$ 6 milhões para as empresas de transporte coletivo foi negado. O magistrado que assina a decisão, Reinaldo Alves Ferreira, da 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual de Goiânia, acatou argumento da Procuradoria Geral do Estado (PGE) de que esse repasse não garantiria a redução do valor da t...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine O Popular!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários