O médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, afirmou em depoimento à Polícia Civil, nesta quarta-feira (9), que as armas apreendidas em sua casa pertencem a terceiros e foram entregues ao médium no sentido de impedir que essas pessoas atentassem contra a própria vida ou a vida de familiares. “Ele frisou que a intenção dele sempre foi (boa),  achando que essa a...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine O Popular!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários