“Aqui a gente ainda não tem nenhum espaço para lazer, nem quadras, nem praças, nem centro comunitário. Para pegar ônibus é preciso caminhar por 1,5 quilômetro em estrada de terra, que não tem nenhuma iluminação. São só as casas e pronto”. O relato, da jovem Rutielly Pereira Dourado, de 13 anos, moradora do Residencial Irisville, é o retrato de um dos problemas enfr...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine O Popular!
QUERO SER ASSINANTE

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários