Cidades

Corpo de médico da reserva da PM é velado em Goiânia

Antônio Carlos de Castro, ortopedista e traumatologista, foi abordado por três indivíduos em um carro e foi assassinado após receber voz de assalto

Reprodução/Cremego

Um militar foi morto a tiros na noite desta segunda-feira (12) no Jardim Santo Antônio, região sul em Goiânia. As informações foram confirmadas pela Polícia Militar (PM).

O corpo foi identificado como Antônio Carlos de Castro, de 64 anos, médico ortopedista e traumatologista que fazia parte da reserva da Polícia Militar. Segundo o G1, a PM informou que a vítima foi abordada por três indivíduos em um carro e foi assassinada após receber voz de assalto. A corporação não divulgou se os criminosos conseguiram levar algum bem do médico.

Ainda de acordo com o G1, o Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) confirmou em nota a morte do profissional.

“O Cremego se solidariza com a família, amigos e toda a classe médica e repudia tamanha violência, cobrando a imediata apuração do caso e punição dos responsáveis. É necessário que as autoridades competentes ajam com rigor para proteger a sociedade e evitar que dramas como esse se repitam”, diz a nota.

Velório

O corpo do médico está sendo velado nesta manhã (13), no Cemitério Parque Memorial, na GO-020, em Goiânia. O enterro deve acontecer às 14h de hoje. 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.