Um novo aplicativo que permite compartilhar comentários sobre rapazes está virando febre entre as mulheres. Lançado em fevereiro nos Estados Unidos, o Lulu chegará oficialmente apenas na semana que vem ao Brasil. O País é o segundo a receber o Lulu. Alexandra Chong, presidente-executiva da Luluvise, desenvolvedora do app, virá ao país para falar participar do lançamento oficial do Lulu.
 
No aplicativo vetado a homens, mulheres avaliam, de forma anônima, o comportamento de rapazes com quem saíram ou não, em diversas situações, como o primeiro beijo e o primeiro encontro, e que apontem as qualidades e defeitos deles --os interessados em excluir o perfil do app devem acessar a página e clicar em "remove my profile now" (Veja aqui).
 
Antes disso, o aplicativo estreou semana passada nas lojas de aplicativos da Apple e do Google no Brasil e já virou febre entre as brasileiras. Depois dos Estados Unidos, o Brasil é o segundo país a receber o Lulu.
 
Homens são liberados no aplicativo apenas para visualizar seus perfis, que não exibem as notas recebidas. Para ver a nota recebida, porém, os rapazes só têm um jeito: pedir a alguma amiga que o mostre, pois homens não entram nesse clube. Baseado nas respostas, o app organiza listas como a dos rapazes que melhor beijam ou a dos mais fofos.
 
Entre as qualidades, as moças podem assinalar algumas hashtags como #lavaroupa, #bebesemcair, #semmedodeserfofo, #feioarrumadinho, #lindotesãobonitoegostosão, #deixaasinimigascominveja.
 
E os defeitos: #curteoromerobritto, #prefereovideogame, #apaixonadopelaex, #tocavuvuzela, #arrotaepeida, #piormassagemdomundo, #amigodaex, #maisbaratoquepãonachapa, #perfeitoparaminhairmã.
1.431718