Esporte

No Atlético, Walter cobra colegas por serem individualistas

Para o atacante, que está de volta ao time após trabalho para emagrecer, jogadores têm de "ver quem está melhor colocado para tocar a bola"

Cristiano Borges
Walter, atacante do Dragão, lamenta chance perdida na partida contra o Atlético Mineiro

Após a derrota por 2 a 1, de virada, para o Atlético/MG, neste domingo (16), o atacante Walter cobrou seus colegas de Atlético, que, segundo ele, foram individualistas na partida. Para o atacante, o Dragão poderia ter matado o jogo caso jogadores da equipe tocassem a bola para quem estava mais bem colocado.

"Tivemos chance para matar o jogo, estava 1 a 0. É só nossos companheiros terem um pouco mais de calmam, ver quem está mais colocado e dar o passe", disse Walter à TV Anhanguera. O jogador foi ainda mais claro. "É só ter um pouquinho de consciência, ver quem está melhor colocado para tocar a bola, véi!"

Na lanterna do Brasileiro, com 8 pontos, o Atlético passou 13 das 14 rodadas disputadas na Série A até agora na zona de rebaixamento. Walter alerta para o momenot do Dragão. "Está passando o tempo e está ficando mais feio ainda."

Sobre o que precisa mudar no rubro-negro, o atacante alerta para a atitude do elenco. "É levantar a cbeça e ver que tem alguma coisa errada pra resolver o mais rápido possível. Eu confio no grupo, no treinador, o treinador não tem culpa. Já foi trocado o treinador e nada mudou. É só nossa atitude que tem de mudar."

O Atlético volta a campo, nesta quinta-feira (20), para enfrentar o Sport, fora de casa, na Ilha do Retiro, às 19h30.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.