Economia

Os dois lados da retração

Mais de 11 mil empresas fecharam as portas em Goiás no ano passado, mas saldo é positivo. Setor de serviços sente forte crise econômica e saída está na inovação

Cristiano Borges
Nilva Mendonça não resistiu aos efeitos da crise e fechou o restaurante
As dificuldades do ano de 2016 são evidenciadas pelo encolhimento do empreendedorismo. Dados da Junta Comercial de Goiás (Juceg) apontam que, no ano passado, foram fechadas 43% mais empresas do que no ano de 2014 – início da crise econômica. Ainda assim, o “saldo” é positivo em 17.909 novos empreendimentos. Para especialista, uma ponta é sustentada pela consolidação d...
Matéria exclusiva para assinantes
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.