Cidades

Lifan abre revenda em Goiânia e admite fábrica no Estado

É a terceira marca chinesa a ter revenda em Goiânia, onde pretende vender 50 veículos por mês

Goiás continua na briga pela instalação de uma unidade industrial da montadora chinesa Lifan. O Grupo Effa Motors, representante da marca asiática no Brasil e no Uruguai, pode optar pela cidade de Anápolis. O município goiano concorre com propostas de outros Estados, principalmente do Paraná.


A joint venture entre a Lifan e o Grupo Effa, anunciada ontem, é o primeiro passo para uma fábrica da marca no Brasil. A unidade terá capacidade para 100 mil veículos por ano. A previsão é iniciar as obras em 2014.

Nova concessionária

A marca vendeu 2.822 veículos em 2011 e pretende aumentar a comercialização este ano para 20 mil unidades. Para atingir a meta, o grupo está investindo na abertura de concessionárias nas grandes capitais do País. A de número 50 será aberta hoje em Goiânia: a Dindi Motors, que representa ambas as marcas - Lifan e Effa Motors, está localizada na Avenida Independência, 3.699, no Centro. Foram investidos R$ 3,5 milhões em estoque, instalação e reestruturação do imóvel. Essa é a terceira concessionária de marca chinesa estabelecida na capital. As outras duas representam as marcas Chery e Jac Motors.

De acordo com a proprietária da Dindi Motors, Ana Flávia Abrão, a expectativa é que sejam comercializados aproximadamente 50 veículos mensalmente. Ela justifica o otimismo ancorada no poder de compra da classe média e nos valores dos carros oferecidos pela marca. São 15 modelos oferecidos - 13 da Effa e 2 da Lifan. Os carros-chefes são o Lifan 320, cujo preço médio gira em torno de R$ 30 mil, e a picape Hafei, por volta de R$ 27 mil.

Ana Flávia não acredita que a ausência de uma fábrica da marca chinesa no País possa dificultar os negócios. Ela ressalta que a mecânica dos modelos é simples e existem peças de reposição no mercado. "Nosso trabalho de marketing está justamente voltado para esses detalhes", conclui.

 

Cristiano Borges
Ana Flávia com o Lifan 320, um dos carros-chefes da marca
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.