Cidades

Projeto quer suspender cobrança de pedágio durante engarrafamento em Goiás

O problema é agravado em momentos chamados de picos de demanda

Diomício Gomes

Está em andamento na Assembleia Legislativa o projeto de lei (n° 2.124/17) que visa obrigar a suspensão de cobrança de pedágio e a liberação da passagem de veículos durante engarrafamento no atendimento das praças de pedágios em rodovias de Goiás.

Segundo o deputado Bruno Peixoto (PMDB), autor do projeto, a concentração de veículos à espera de atendimento em praças de cobrança de pedágio tem tomado grandes proporções, principalmente durante feriados. “O problema decorre principalmente quando acontece o chamado ‘pico de demanda’, período durante o qual as praças de pedágio recebem uma sobrecarga de usuários. Este fato é frequentemente denunciado pelos cidadãos”, afirma.

Bruno Peixoto ainda explica que não existe motivo que justifique um usuário esperar mais de dez minutos por atendimento em praças de pedágio, ou aguardar em filas superiores a 300 metros. “O usuário está parado ali não por vontade própria, mas porque exigem que paguem pelo serviço. Se é assim, que a cobrança seja rápida, até por conta de conceder maior fluidez ao tráfego”.

O projeto se encontra na Coordenadoria de Apoio Legislativo para devidas análises e será encaminhada para o Plenário para votação.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.