Cidades

Paralisação das obras do BRT Norte-Sul completa um mês

Problemas burocráticos estariam emperrando retomada das obras de corredor do transporte coletivo. Para Prefeitura, problema está nos órgãos federais envolvidos no processo

Diomício Gomes
Pneus são queimados durante manifestação realizada por operários do consórcio responsável pelas obras do BRT na rotatória das Avenidas Goiás Norte e Perimetral Norte
Prefeitura de Goiânia, Caixa Econômica Federal (CEF) e Tribunal de Contas da União (TCU) ainda não resolveram as pendências que paralisaram as obras do BRT Norte-Sul, corredor exclusivo de transporte coletivo entre o Terminal Recanto do Bosque e o Terminal Cruzeiro. A paralisação completa hoje 30 dias consecutivos e não há expectativa de quando o serviço retorna. Nesta ...
Matéria exclusiva para assinantes
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.