Cidades

Mulher é presa por tentativa de aborto com medicamentos na 32ª semana de gestação, em Morrinhos

Acusada colocou comprimidos em sua cavidade vaginal, mas não conseguiu concretizar o aborto. O bebê, uma menina, nasceu e foi encaminhado ao Hospital Materno Infantil, em Goiânia

Pixabay

Uma mulher de 34 anos foi presa em flagrante no último domingo (16) em Morrinhos, na Região Sul goiana, acusada pelo crime de tentativa de aborto.

Segundo a Polícia Civil (PC), K.L.S. (como foi identificada pela corporação) deu entrada no Hospital Municipal de Morrinhos na madrugada do sábado (15) com fortes dores abdominais. Durante o atendimento médico, ficou comprovado que a mulher entrava na 32ª semana de gestação e estava abortando o bebê após fazer uso de medicamentos proibidos. Dentro de sua cavidade vaginal, dois comprimidos foram encontrados pela equipe médica.

Mesmo em situação de sofrimento, o parto do bebê, uma menina, foi realizado. A recém-nascida foi encaminhada ao Hospital Materno Infantil, em Goiânia.

Perguntada sobre o motivo do uso dos comprimidos, K.L.S. afirmou que pensava que estava no início da gestação e, por esta razão, foi até uma farmácia no Setor Campinas, na capital, na última semana e comprou os medicamentos por um valor de R$ 200. A utilização dos comprimidos só foi feita em Morrinhos.

Após confessar o crime, a mulher foi autuada e colocada em liberdade logo depois, mediante o pagamento de fiança. Ela responderá por tentativa de aborto e pode pegar pena de até três anos de prisão. A Polícia Civil afirmou que iniciará uma investigação em Goiânia para identificar os responsáveis pela venda do medicamento proibido.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.