Cidades

Grupo continua no local do protesto

Manifestantes afirmam que só saem após conclusão de reunião

Um grupo de 500 pessoas ainda está no local de protesto na GO-070, entre o Jardim Primavera e Residencial Triunfo, na Região Noroeste de Goiânia. Eles afirmam que só encerram a manifestação dependendo do resultado da reunião com a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), que deve ocorrer agora na sede da companhia, no Setor Universitário. Algumas pessoas ainda tentam impedir a circulação de ônibus no sentido bairros-Terminal Padre Pelágio.

A Polícia Militar afirma que dois policiais foram feridos com pedra atirada contra eles por populares e estilhaços de vidros de ônibus depredados. Eles sofreram ferimentos leves foram e encaminhados para uma unidade de saúde próxima. Não há relatos, por enquanto, de manifestantes feridos.

O protesto começou por volta de 7 horas, quando o movimento de pessoas nos pontos de ônibus e no terminal que atende a região ficou mais intenso, com usuários reclamando que estavam acumulando muitas pessoas no local por falta de ônibus suficiente. Logo em seguida, a GO-070 foi bloqueada na altura do Jardim Primavera.

As pessoas que foram à reunião da CMTC representando os manifestantes estavam acompanhadas de representantes do governo estadual, da Pm e da própria CMTC. O diretor técnico da companhia, Spiro Katopodis, esteve no local e tentou negociar o fim da manifestação, acordando a reunião com outros diretores da CMTC.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.