Cidades

Conheça a superbactéria que matou dois bebês e interditou parte do HMI em Goiânia

KPC é resistente a vários antibióticos e pode causar infecções sanguíneas e urinárias

Hospital Materno Infantil

A bactéria Klebsiella pneumoniae Carbapenemase (KPC) é um microorganismo comum em ambiente hospitalar fechado onde ocorre o frequente uso de antibióticos. A KPC, que já sofreu modificação genética, é resistente a vários deles.

A KPC é transmitida através do contato com secreções do paciente infectado, desde que não se respeite as regras básicas de higiene. Ela pode causar pneumonia, infecções em feridas cirúrgicas, sanguíneas, urinárias e a morte.

A superlotação na Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (Ucin) do Hospital Materno Infantil (HMI) originou o surgimento da KPC e ocasionou a morte de dois bebês que estavam internados na unidade. A unidade está monitorando o estado de saúde de 15 bebês, sendo que quatro estão sob suspeita de contaminação. Parte da unidade está interditada para descontaminação. (com informações da TV Anhanguera).

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ