Cidades

Anvisa proíbe venda de paçocas goianas devido a item cancerígeno

Segundo a agência, o produto Doce de Amendoim Paçoca Rolha da marca Dicel teve resultados insatisfatórios quanto ao limite de micotoxinas

Reprodução/Internet
Paçoca Rolha - Doce de Amendoim da marca Dicel

Atualizada às 22h01 - 20/03/2017

O lote 0027 do Doce de Amendoim Paçoca Rolha, marca goiana Dicel, foi interditado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nesta segunda-feira (20). O lote do alimento, distribuído pela Indústria e Logistica Wethonklauss Constante Ltda, excedeu o limite do teor de aflatoxinas, espécies de micotoxinas encontradas em alimentos.

De acordo com relatório do Laboratório de Análise Micotoxicológicas (LAMIC - Santa Maria/RS), foi detectado teores de aflatoxinas acima do Limite Máximo Tolerado (LMT) permitidos para amendoim com casca, descascado, cru ou tostado, pasta de amendoim ou manteiga de amendoim.

Segundo a Anvisa, aflatoxinas são substâncias tóxicas e carcinogênicas, e, por isso, produtos fora da especificação não podem ser consumidos pela população.

A interdição cautelar vale para todo o território nacional e se aplica ao lote 0027 do Doce de Amendoim Paçoca Rolha, marca Dicel, data de fabricação 18/11/2016, data de validade 18/11/2017.

Em nota enviada ao jornal O Popular, a empresa Dicel afirmou que recebeu a informação com surpresa e esclareceu que não foi notificada pela Anvisa. "A Dicel atua no mercado há mais de 20 anos e nunca tivemos um problema como este. Primamos pela qualidade da nossa linha de produtos, eles são a nossa maior propaganda pois a empresa é pequena. É somente o boca a boca que tem mantido a empresa  no mercado", explicou.

A Dicel ressaltou que segue os padrões de conformidade estabelecidos pela Anvisa e que tomará as devidas orientações junto ao órgão.

Clique aqui e confira o texto publicado no Diário Oficial da União.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.